10 Razões para Estudar na ESB

EXCELÊNCIA NO ENSINO

Com um corpo docente altamente qualificado, os estudantes estão imersos num ambiente científico-tecnológico moderno, voltado para o futuro e de elevado rigor pedagógico onde colaboram diversos especialistas de topo nas suas áreas. Além disso a Escola Superior de Biotecnologia usufrui de cerca de 40 redes nacionais e internacionais de ensino e investigação que envolvem centenas de instituições de renome.

 

CRESCIMENTO PESSOAL E SABER INTEGRAL

A Escola Superior de Biotecnologia promove abordagens de ensino que estimulam o desenvolvimento integral e cultural, incluindo módulos de Pensamento Crítico, de Escrita Criativa, de Humanismo e Cristianismo e de Desenvolvimento de Competências Pessoais. Este contexto multifacetado é um fator diferenciador que desafia cada um a destacar-se.

 

SABER DE EXPERIÊNCIA FEITO

Na Escola Superior de Biotecnologia aprende-se experimentando. As disciplinas apresentam uma forte componente laboratorial onde turmas de pequena dimensão estimulam a capacidade individual de resolução de problemas. A proximidade e atenção personalizadas na relação professor/aluno(a) permeiam o ensino na Escola Superior de Biotecnologia.

 

INVESTIGAÇÃO DE REFERÊNCIA

A Escola Superior de Biotecnologia inclui um centro de investigação reconhecido pela excelência em diversas áreas da Biotecnologia e elevado à categoria de Laboratório Associado desde 2004. O "Clube de Investigadores" acolhe desde o primeiro ano todos os alunos das licenciaturas interessados em integrar as equipas de investigação existentes, onde podem desenvolver projetos para além do definido no programa curricular.

 

PARCERIAS ESTRATÉGICAS E PROGRAMA DE MENTORADO

A vasta gama de parcerias com a indústria e outras organizações que a Escola Superior de Biotecnologia mantém, a nível nacional e internacional, promove um contacto privilegiado com o mercado profissional nomeadamente através de estágios curriculares e estágios de verão, entre outros. Por outro lado, através do Programa de Mentorado por Profissionais, é estruturada uma ligação com Antigos Alunos que cria uma oportunidade única para refletir e orientar o progresso académicos e otimizar perspetivas de carreira.

 

MOBILIDADE INTERNACIONAL

Através do programa Erasmus, entre outros, estão disponíveis estágios no estrangeiro, tanto em universidades como no mundo empresarial, organizados pelo Serviço de Mobilidade e Relações Internacionais. Nas suas três décadas de existência, a Escola Superior de Biotecnologia já colocou mais de mil alunos em estágios internacionais.

 

UM AMBIENTE MULTIDISCIPLINAR

A Escola Superior  está integrada no Centro Regional do Porto da Católica que inclui diversas faculdades que promovem a interação aberta e colocam à disposição a sua oferta curricular, para além de oferecer programas transversais estimulantes. Todas as atividades não curriculares, incluindo voluntariado na CASO - Católica Solidária e na Gás África, são reconhecidas em suplemento ao diploma oficial de fim de curso.

 

EMPREGABILIDADE E RECONHECIMENTO NO MERCADO

Os diplomados da Escola Superior de Biotecnologia são particularmente bem acolhidos pelo mercado de trabalho, muitos ocupando lugares de destaque na saúde, ambiente e indústria alimentar. O Serviço de Estudantes e Empregabilidade está disponível para apoiar a inserção no mercado de trabalho, para além de organizar encontros de networking onde empresas e alunos interagem e discutem oportunidades de carreira.

 

PONTO DE PARTIDA PARA O EMPREENDEDORISMO

A Escola Superior de Biotecnologia também forma para o empreendedorismo. A sua estratégia BioSpin fomenta a conceção de projetos empresariais na área da biotecnologia desde 1994 e, através dela, a criação de negócios pode surgir com a formação académica.

 

VOLUNTARIADO E ENVOLVIMENTO COM A COMUNIDADE

Na Escola Superior de Biotecnologia é fomentado o envolvimento em atividades com a comunidade, o que ajuda a desenvolver capacidades como a organização e a gestão do tempo. Através da UDIP (Unidade de Desenvolvimento Integral da Pessoa) é oferecido um conjunto de experiências de desenvolvimento pessoal diferenciadoras, incluindo a oportunidade de integrar as dinâmicas de voluntariado existentes na Universidade.

Testemunho

Tiago Gonçalves

Estudante do 3º Ano de Bioengenharia – Especialização em Engenharia Biomédica - estágio no estrangeiro
“Há cerca de três anos, desde que entrei na vida universitária, que venho a preparar este momento, o momento de sair da zona de conforto e partir à aventura. O ano passado contei os dias até as candidaturas começarem e foquei-me em ser um dos sortudos a entrar na University of Twente, na Holanda, para realizar o meu estágio e relatório final no âmbito de Engenharia Biomédica."